GAIA - Porto

Grupo de Acção e Intervenção Ambiental

segunda-feira, maio 23, 2005

pequenas grandes diferenças

Uma vez contaram-me uma história sobre uma escritora que estando a passar uns dias no litoral, decide fazer uma pausa no seu trabalho e passear á beira mar. Á distância vê alguém que lhe parece estar a dançar. Fica tão intrigada que decide aproximar-se para investigar. Á medida que se aproxima da pessoa "que dança" apercebe-se que é um jovem rapaz e que ele não está a dançar, mas sim a atirar objectos para o mar. Aproxima-se mais e descobre que o rapaz está a apanhar estrelas do mar da areia, para onde centenas delas foram arrastadas pela maré baixa, e a lançá-las uma a uma, de volta para o oceano. A escritora pergunta ao rapaz porque está ele a desempenhar tal tarefa e ele responde que se não o fizer, as estrelas irão certamente morrer. Ao ouvir isto, a escritora argumenta que a costa é extensa, que existem milhares de estrelas do mar e que o que ele faz não irá fazer diferença.
O rapaz pára e pensa um pouco. Depois, pegando noutra estrela do mar, diz á escritora, lançando a estrela para a água: "vai fazer diferença... para esta"

segunda-feira, maio 16, 2005

umas palavras para continuarmos com força por aqui

Consuming far too much
Ignoring the will to touch
the ones who don't have food at all...
I'm breathing
I'm wondering how
we watch Wheel of Fortune now
I close my eyes and try to see
a piece of paradise in me
Beat me up
and smash my brand new TV
to help me look for
a little piece of paradise in me
I'm dancing I'm writing songs
about what bothers me the most
about those who can't dance at all...
I'm only jumping
I'm only freaking out
and I wonder what it's all about
to close my eyes and finally see
a piece of paradise in me
Beat me up
and smash my brand new TV
to help me look for
a little piece of paradise in me
a little piece of paradise in me

Paradise in Me, K's Choice


há letras muito melhores, mas dei comigo a ouvir esta... para tod@s nós procurarmos "a little piece of paradise in us" :)

... cause I love you too and until now
I never said those words out loud...

k's Choice, Dad


paz***

terça-feira, maio 10, 2005

encontro nacional

Regressámos (nós do Porto) no Domingo do encontro nacional do GAIA.
Numa casa de campo na Ericeira tratámos de várias questões burocráticas e organizativas, foi pena não termos mais tempo para simplesmente conviver e disfrutar da presença uns dos outros e da natureza que nos rodeava.
Muitas ideias nascem nestes encontros, algumas delas provavelmente ficarão condenadas ao esquecimento, porque temos de nos render ás evidências, somos poucas pessoas e o tempo não chega para tantos prjectos, tantos sonhos...
Ainda assim, voltei com vontade de continuar. Quem se junta a mim?

domingo, maio 01, 2005

Sétimo Dia

Quem diria que já passou uma semana desde que isto começou…Não esperava nada assim sinceramente, sempre pensei que a TV era um vicio que “nasceu” comigo e que comigo ia morrer...
Sempre pensei como era possivel viver sem tv, sem telemovel, sem pc, sem internet, etc etc etc etc, explicação é muito facil, basta agarrarmo-nos aquilo que realmente é importante, as pessoas que nos rodeiam, “a matéria”, o ar, o sol, os espaços verdes, o mar, tudo isso que perdemos quando estamos sentados num sofá em frente a um televisor que suga um pouco a vida que temos dentro de nós, que nos torna autenticos vegetais.

No texto de hoje resolvi falar apenas desse lado desta pequena “aventura”, dos efeitos que isso teve em mim, na minha vida...Não vou dizer que nunca mais vejo tv na vida, ate porque a tv tem coisas boas, mas digo-o com toda a certeza, vou perder cada vez menos tempo em frente a uma tv, e “perder” mais tempo a aproveitar as coisas boas que existem “lá fora”.

Não sou melhor que ninguem para dar conselhos, mas o que me fica desta experiencia e que posso partilhar convosco é:Passem menos tempo em frente a uma tv e aproveitem cada segundo daquilo que vos faz sentir vivos, daquilo que é “palpavel”...
Posso dizer que isto mudou a minha vida...para melhor...


João Marques